Visitas da Dy

terça-feira, 4 de junho de 2013

Sacrifício


*sob a inspiração de The Sacrifice, de Michael Nyman

Sacrifício é doar-se.
É saber-se jamais conhecido.
É levar nos olhos o brilho dos que passam despercebidos.
É confessar o amor jamais sentido,
É sentir o amor jamais confessado.
Sacrifício é a espera de dias que nunca chegam.
São buscas infindáveis por tesouros que não existem.
Sacrifício é ter que andar na lua sem poder ver as estrelas.
É parar na estação só de ida.
Sacrifício é levantar todos os dias e não se sentir amado.
É andar pelas ruas sem rumo,
É não saber qual é o seu lado.
Sacrifício é ter dores lancinantes, negando-se a si
Por saber necessário sangrar.
É abrir o próprio peito e se mostrar.
É correr atrás de sonhos que parecem poeira ao vento
E ter a certeza que só você acredita neles.
Sacrifício é o caminho que trilhamos na busca por dias melhores,
É o trajeto que precisamos cumprir para receber os louros.
Sacrifício é abrir os olhos e enxergar o mundo de outro modo,
É querer mudar, lutar e só depois de muito esforço conseguir.
Sacrifício é o que vem antes de toda vitória:

É abrir mão de um agora para viver um longo depois de glória.

1 Comentários:

Reginaldo Colbert disse...

Muito bom!

Postar um comentário