Visitas da Dy

sábado, 1 de outubro de 2011

Aprendendo a Viver


Já partiram meu coração. Já reasgaram meus sonhos. Já arranharam a minha alma. E acredite, isso não é nada bom num primeiro momento.
O que se sente é uma dor e uma pequenez que não tem fim. As lágrimas bem que tentam servir de consolo, mas só serviram pra me deixar cansada em todas as vezes. Tão cansada que me entreguei ao sono profundo nas várias noites em que estive magoada.
Ter o coração partido dói, mas tem suas vantagens: sempre aparece alguém disposto a ajudar a juntar os caquinhos, colar tudinho e fazer dele um lugar aconchegante de novo. Ter o coração partido é bom porque nos ensina  que é possível se refazer, se reinventar, crescer e ser mais forte.
Ver seus sonhos sendo rasgados, despedaçados e jogados no chão é também muito doloroso. Ver seus planos indo por água abaixo por mãos que antes eram confiança é cruel. Por outro lado, ver seus sonhos no chão dá outro ângulo e percebe-se que há novas possibilidades e novos sonhos. Os pedaços que ficaram pelo chão são apenas recortes de grandes sonhos que poderiam não ser realizáveis e que depois de picotados além de serem vistos de modo diferente, por serem menores, mas não menos importantes, se tornam mais reais.
De  tudo o que já me aconteceu, de todas as dores que já tive a que mais machuca e dói, é uma ferida na alma. É quem não gosta de você de graça, é quem te esqueceu no tempo, é quem te magoa quase que por capricho.
Ah, como é penoso esse processo de ser magoado na alma. É espinho no pé que não se consegue tirar.
É grito emudecido.
É nó na garganta que não se desfaz nem com copo d’água.
Por ser tão doloroso, tão profundo, deixa marcas.
Cicatrizes.
Sinais de que a vida tem sido vivida como deveria: com atos e palavras e decisões e momentos.
Olhar pra própria alma e ver o quanto ela carrega marcas é quase que como olhar pra uma sala de troféus: vê se as vitórias, sem se esquecer das batalhas. É notar o quanto já cresceu e se fortaleceu.
Já partiram meu coração, rasgaram meus sonhos e arranharam minha alma e por isso cresci, e por isso vivi, e por isso aprendi.
Não me importam os baques que vou levar, os tombos que hei de cair, as feridas que me negarei a lamber. Todas as vezes irei me levantar e caminhar, porque se regenerar a cada amanhecer é possível e a vida deve ser vivida intensamente.


2 Comentários:

Anônimo disse...

Amigaaaaaaaaaaaaaaa eu ja comprei a cola e o durex e ja to indo pra niquite colar seu coração e bater em quem quebrou . mil bjuxxxxxxxxxxx te amo viu.
Ps atende este cel.

Dy Eiterer disse...

Que linda, semiramis!

Vem mesmo!

Nikity nunca mais será a mesma!

Tô bem, mais calma, sem chorar e com uma boa notícia que te conto assim que conseguir atender o celular!

beijoooooooooooooo

Postar um comentário