Visitas da Dy

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Sou daqueles que voam
solitário e solidário
E costumo caminhar
no meu mundo imaginário
As vezes tudo parece difícil
e tão longe da minha mão
Mas sei que minha casa
é onde encontro meu violão

Mas onde encontro ela?
A menina que é feita para mim
Chegue, como a primavera
com a boca mais bela, beijos de sim

Será que as nuvens trazem recados?
Será que o vento te faz me ouvir?
Só sei que de amor eu sei um bocado
e contigo quero dividir.

Marcelo Poeta

0 Comentários:

Postar um comentário