Visitas da Dy

quinta-feira, 1 de abril de 2010

sempre sabemos as respostas

caramba...
de vez em quando  nos colocamos algumas questões que são simples de serem resolvidas, mas teimamos em complica-las. eu sou mestre nisso: adoro complicar as coisas. criar tempestades em copos d'água, enxergar obstaculos maiores do que o que normalmente são me agradam... na verdade, não agradam tanto, mas é o que sei fazer de melhor: criar problemas que não existem.

hoje, depois de um tempão pensando sobre questões que nem deviam ser pensadas - porque há coisas nesse mundo que são pra ser feitas e não pensadas - resolvi voltar aqui e ler tudo o que já havia postado, talvez alguma coisa pudesse me ajudar a entender o que se passa na minha cabecinha de vento, aliás de vendaval, pois a sideias não aparam um minuto sequer...

revi um textinho meu, meu mesmo, onde escrevi "é preciso valorizar o que se tem antes que o perca.". sim, aceito que o contexto não era o mesmo, mas a ideia é muito boa... e descobri que era isso que eu precisava ouvir... muito estranho isso: crio minhas questões, minhas dúvidas, já sabendo das respostas.

pronto: questões resolvidas, posso passar pras p´roximas, que ainda não se estabeleceram, mas que virão logo... é sempre assim, mas que graça teria a vida se não dessemos uns toques de complexidade para as coisas simples?

1 Comentários:

Edmilson Esteves disse...

Sabe que eu to passando por aqui, né? Parou por quê?

Postar um comentário